Estudo americano traz possível explicação para a depressão pós-parto

Estudo americano traz possível explicação para a depressão pós-parto
  •  

Você já deve ter ouvido falar de alguma mulher que teve depressão pós-parto. Aliás, muito provavelmente, ela integra seu círculo próximo.

Não, não somos adivinhos. É que os números são avassaladores. Uma a cada cinco mulheres que acabam de se tornar mães desenvolvem o distúrbio e sofrem com seus sinais.

Sinais que são angustiantes, especialmente quando se está diante de uma situação completamente nova e de uma vida começando. Mulheres com depressão pós-parto podem apresentar ansiedade, fadiga extrema, incapacidade de criar laços com a criança e até pensamentos suicidas.

Mas um novo estudo – divulgado por pesquisadores americanos – acaba de jogar nova luz sobre o problema. 

A neurocientista Laverne Camille Melón (da Universidade de Tufts, nos EUA), líder do estudo, afirmou que a doença pode ser consequência de um desequilíbrio no sistema responsável por responder ao estresse (que deveria ser suprimido durante a gravidez).

“A gravidez, obviamente, envolve grandes mudanças no corpo de uma mulher, mas agora estamos começando a entender importantes adaptações invisíveis ocorridas no nível neuroquímico, que podem ser importantes para manter a saúde mental e o comportamento materno nas primeiras semanas ou meses após o parto”, disse a estudiosa. 

Para que fique mais claro, o estresse é responsável por ativar um mecanismo chamado eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (que desencadeia reação de luta ou fuga quando animais são confrontados com uma ameaça). Ao longo da gestação, a referida mecânica deveria ser bloqueada, contribuindo para proteger o feto (em desenvolvimento) do estresse. 

O que o estudo – publicado, recentemente, no periódico Psychoneuroendocrinology – revelou foi que, em alguns casos, o organismo falha na missão de invalidar o eixo. A partir daí vem o desequilíbrio que pode levar à depressão pós-parto.

[Fonte: Veja.com]




Ultimas Notícias

Cursos à distância: formação ainda suscita preconceito no mercado de trabalho, mas formados podem reverter tal impressão na entrevista

Postado por:

Quando o ensino a distância começou a ganhar espaço na área da Educação muitos foram os que torceram o nariz e questionaram a efetividade do modelo.

LEIA MAIS

UNINCOR comemora 50 anos de atuação oferecendo 50% de desconto em seus cursos à distância

Postado por:

Quando você pensa em 50 anos, o que vem à sua cabeça?

LEIA MAIS

Estudar possibilita diversas oportunidades e, por isso mesmo, afasta o risco da depressão

Postado por:

Nunca mais faça cara de enfado quando ouvir alguém dizendo que estudar é o que salva a vida de alguém.

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.
POLÍTICA DE TROCA, DEVOLUÇÃO E ARREPENDIMENTO
CNPJ 54.933.536.0001/99