Principal deflagrador da cegueira definitiva, glaucoma ganha novo tratamento – já disponível no Brasil – que oferece melhor qualidade de vida aos pacientes

Principal deflagrador da cegueira definitiva, glaucoma ganha novo tratamento – já disponível no Brasil – que oferece melhor qualidade de vida aos pacientes
  •  

Boa notícia no ar!

Considerado a principal causa de cegueira irreversível e – segundo o Ministério da Saúde – incidente em mais de 2 milhões de pessoas no Brasil, o glaucoma, doença incurável, acaba de ganhar uma nova forma de tratamento que promete minorar seus efeitos em pacientes.

Trata-se de um colírio, 3 em 1, desenvolvido pela Allergan, comercialmente batizado como Triplenex.

O fármaco é recomendado para glaucoma de ângulo aberto e hipertensão ocular, quadros que necessitam do uso de terapia combinada para o controle da pressão intraocular (PIO), a principal causa da doença.

A forma mais eficiente de cuidar da afecção tem sido tratamento à base de diversos colírios que, por precisarem ser usados ao longo dia, muitas vezes geram confusão nos pacientes, o que resulta em terapêutica inadequada, logo, em prejuízo ao controle da doença.

Por isso, o novo colírio tem sido considerado um avanço e tanto. Trata-se da primeira terapia a misturar três substâncias (bimatoprosta, tartarato de brimonidina e maleato de timolol) em uma mesma embalagem. 

A inovação age reduzindo a pressão ocular pela redução de produção do humor aquoso (líquido responsável por regular a pressão interna do olho).

Esta nova possibilidade de tratamento (que pode ser realizado por meio da aplicação de uma gota do colírio, duas vezes ao dia) ainda traz ótimo alívio para o bolso.

De acordo com a Allergan, o Triplenex deve ser comercializado por, no máximo, 179,73 reais, o que significa um abatimento de 17% em relação ao custo dos colírios vendidos separadamente. 

Aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em outubro do ano passado, o novo colírio foi lançado no mercado brasileiro em fevereiro último.

Como adiantamos lá no comecinho, notícia magnífica, não?


[Fonte: Veja.com] 




Ultimas Notícias

Mais chances nas transfusões: pesquisadores conseguem transformar sangue tipo A em universal

Postado por:

Você já deve ter ouvido por aí algumas vezes que o sangue tipo O é considerado como doador universal, certo? Isso acontece porque essa variedade do plasma humano carece de antígenos, moléculas de açúcar presentes na superfície de seus glóbulos vermelhos. Esta ausência impede que – em caso de necessidade de transfusão, por exemplo – o sistema imunológico acabe por atacar e matar glóbulos vermelhos correspondentes a fator RH diferente daquele do paciente.

LEIA MAIS

Há 2,5 mil anos, a China já usava a maconha com fins recreativos

Postado por:

Vai não vai vemos notícias na imprensa sobre famílias que seguem lutando na Justiça pela obtenção de permissão para usar a maconha com fins terapêuticos. A Ciência já sabe que o canabidiol (derivado da erva) e o THC (substância psicoativa presente na planta) têm propriedades medicinais e que podem ser usados como remédios – com a devida supervisão – por exemplo, em quadros de epilepsia, ansiedade, esclerose múltipla e dor crônica.

LEIA MAIS

Parabéns pelo seu dia, profissional de Mídia!

Postado por:

Neste 21 de junho celebramos o Dia do Profissional de Mídia. 

LEIA MAIS

Pesquisa americana revela: consumo de carne de frango, em substituição à bovina, já contribui bastante com as causas ambientais

Postado por:

Um novo estudo – realizado com 16,8mil pessoas nos Estados Unidos – revelou que o consumo da carne de frango em lugar da bovina, por si só, já é capaz de operar grandes alterações no meio ambiente.

LEIA MAIS

Estudo canadense revela que todos temos – sim – um “tipo” preferido quando o assunto é amor

Postado por:

Sabia que um estudo mostrou que – de fato – as pessoas, em geral, têm um “tipo” preferido quando o assunto é namoro?

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.