Quando muito gelo vira muita água, o planeta está em grande perigo. Em seis anos, a Antártica “perdeu uma Londres” de extensão

Quando muito gelo vira muita água, o planeta está em grande perigo. Em seis anos, a Antártica “perdeu uma Londres” de extensão
  •  

“Ah, o aquecimento global é balela! Não está acontecendo nada disso!”.

Por incrível que possa parecer, na contramão de todos os esforços dos ambientalistas para proteger a natureza (e a vida humana, por tabela), há quem ache que o derretimento das calotas polares é papo furado.

Não é.

Um novo estudo – publicado na revista Nature Geoscience – veio comprovar isso, inclusive, com contornos bastante assustadores. A pesquisa apontou que o oceano Antártico perdeu – entre 2010 e 2016 – uma área de 1.463 quilômetros quadrados de gelo submarino.

Não tem ideia do quanto isso significa?

A gente te conta.

É o equivalente à toda área de Londres.

Assustou, né?

É para assustar mesmo.

“A Antártica está derretendo em sua base. Nós não podemos ver esse processo porque está acontecendo abaixo da superfície do mar”, disse o professor Andrew Shepherd, um dos autores do estudo.

O levantamento indicou ainda que o recuo da linha de aterramento foi extremo em oito dos 65 maiores glaciares da região. O ritmo do degelo – desde a última era glacial – é de aproximadamente 25 metros por ano. O recuo da linha de aterramento nessas geleiras é cinco vezes maior que essa taxa.

Mas o que raios significa “linha de aterramento”? 

Trata-se de um indicador-chave da instabilidade do manto de gelo, já que as mudanças na referida posição refletem o desequilíbrio com o oceano circundante e afetam o fluxo do gelo interno. O registro desse processo é uma das ferramentas das quais os cientistas lançam mão para avaliarem condições de desequilíbrio. 

Tá, mas o que isso tudo quer dizer?

Que – em um espectro bem mais amplo de consequências – gelo derretido significa mais água no planeta e, consequentemente, a subida dos níveis dos oceanos.

Uhm...E?

E que...oceanos com seus níveis aumentados, em algum momento podem, sim, fatalmente, invadir áreas aterradas...Leia-se cidades inteiras.

Sabe aqueles filmes-catástrofe de Hollywood nos quais as águas tomam grandes metrópoles mundo afora e que a gente sempre acha que é espetacular demais, que está looongeee da nossa realidade?   

Pois é...”uma Londres inteira” já virou água na Antártica.

[Fonte: Exame.com] 




Ultimas Notícias

Unincor oferece “MBA em Gestão de Logística”, à distância, para graduados na área de Gestão, Comércio Exterior ou Logística. Aprimoramento imperdível!

Postado por:

Graduado (a) nas áreas de Gestão, Comércio Exterior ou Logística, nós, da Unincor, temos uma ótima sugestão para que você possa se aprimorar profissionalmente e, assim, brilhar no mercado de trabalho.

LEIA MAIS

Universidade Vale do Rio Verde oferece “MBA em Gestão de Contas Públicas”, à distância. Aproveite este aprimoramento na área de Contabilidade

Postado por:

Se você é da área de Gestão ou de Contabilidade e tem vontade ampliar conhecimentos acadêmicos, nós, da Universidade Vale do Rio Verde, temos uma boa notícia para te dar.

LEIA MAIS

Grande operação de limpeza no Oceano Pacífico pretende extrair poluição plástica das águas e assim preservar a vida de animais marinhos

Postado por:

Você ficou sabendo da enorme operação de limpeza do plástico nos mares que foi lançada no último 8 de setembro no Oceano Pacífico?

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.