Na hora de depilar, vale tomar alguns cuidados. O pelo pode encravar e provocar uma inflamação no local

Na hora de depilar, vale tomar alguns cuidados. O pelo pode encravar e provocar uma inflamação no local
  •  

E aí, você, mulher, se depilou ou, você, homem, tirou a barba.

Passou um tempo e...lá veio uma coceira chata. Irritante, na verdade. E, de tanto coçar, você acabou machucando a região.

 Sorria, você não está sendo filmado (a), mas está com pelos encravados.

Urghss...

Bom, a primeira coisa que vamos te contar é que os pelos encravam quando, durante o processo de crescimento, eles não conseguem ultrapassar a camada mais superficial da pele, o que gera uma inflamação local.

Geralmente, as regiões do corpo que mais sofrem com este problema são a virilha e a região de barba, poréééém, o incômodo pode acontecer em qualquer outro local, como axilas, glúteos, pernas e região da nuca.

Ah, outra coisa importante: locais que são, naturalmente, mais abafados e úmidos (como virilha, axila ou áreas cobertas com roupas justas e sintéticas) contam com maior 

incidência da proliferação de bactérias, que inflamam o folículo piloso e pioram o quadro.

Tá, você já entendeu, mas está aí se perguntando como aliviar o transtorno...

Nós vamos te passar algumas dicas, anote aí!

A primeiríssima coisa a fazer é, semanalmente e antes da depilação, esfoliar a região para retirar impurezas e células mortas.

Ajuda bastante também utilizar lâmina de aço e depilar no sentido do pelo (com água morna e espuma apropriada para facilitar o deslizamento da lâmina).

Feita a retirada dos pelos, lave bem o local e aplique creme ou loção calmante e antisséptica.

Não custa reforçar que é recomendável evitar roupas apertadas e as feitas em tecidos sintéticos, assim como permanecer com roupas de banho molhadas por muito tempo.

Por fim, se – mesmo seguindo todas as orientações acima – o pelo encravou, não vá ficar tentando removê-lo mexendo toda hora na região. Nem com as mãos, muito menos com pinça.

Vai piorar a situação.

Para encerrar, se o problema persistir, o mais recomendável, sempre, é procurar o (a) especialista que pode ajudar a resolvê-lo. Procure um (a) dermatologista!

 

[Fonte: Veja.com]




Ultimas Notícias

O que você sabe – exatamente – sobre a preservação da fauna e a flora?

Postado por:

Em tempos nos quais a manutenção adequada da “nossa grande casa” ganhou – enfim – o destaque necessário, nós te perguntamos: o que você sabe, de fato, sobre a história
da preservação da fauna e da flora no mundo?

LEIA MAIS

Você acha que conhece profissões assustadoras? Vem saber como eram, em tempos remotos, algumas bem normais de hoje em dia

Postado por:

Sabe quando você vai ao cabeleireiro / barbeiro para dar “aquele tapa no visual” e sai de lá todo (a) pimpão (ona), bem feliz da vida com sua nova aparência?

LEIA MAIS

Polêmica no ar: dieta com carne é fundamental para garantir bons resultados na prática esportiva? Vegetarianos rendem menos?

Postado por:

Vai não vai, a polêmica volta: vegetarianos rendem menos na prática esportiva por conta da falta de alimentos de origem animal na dieta?

LEIA MAIS

Óleo de Cannabis liberado na Austrália! As vendas do produto – produzido a partir do extrato de cannabis – já começaram na maior rede de farmácias do país

Postado por:

Se, no Brasil, o uso medicamentoso da cannabis sativa é envolto em alta polêmica, na Austrália isso já não é mais um problema.

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.