Beijar na boca pode, sim, ser perigoso para a saúde! Conheça os sintomas de algumas das doenças provocadas pela troca de salivas

Beijar na boca pode, sim, ser perigoso para a saúde! Conheça os sintomas de algumas das doenças provocadas pela troca de salivas
  •  

Ah, o Carnaval! Você já está aí se lamentando porque os dias de Momo acabaram, né?

Será que também está se vangloriando por ter beijado um monte de gente?

Bom, se você foi o (a) maior beijoqueiro (a) dos blocos / bailes / desfiles, é bom ficar bem atento (a) à sua saúde, viu?

Um inocentíssimo beijo na boca pode transmitir um monte de doenças.

Já gelou a espinha aí, né? A gente bem sabe...

Então vem cá saber a quais enfermidades a sua, digamos, "volumosa osculação no momento-confete-e-serpentina" te expôs.

Uma delas é a mononucleose infecciosa, mais conhecida como “doença do beijo”. Trata-se de uma infecção – causada pelo vírus Epstein Barr – provocada pela troca de salivas. Surge, com maior frequência, em adolescentes e jovens. Os sintomas são febre, dor de garganta e gânglios inflamados. É identificada por meio de exame de sangue e é tratada com analgésicos.

Outra é a gengivite.Trata-se de uma infecção que – como diz o nome – atinge, diretamente, as gengivas. Entre os sintomas podemos destacar sangramento, vermelhidão, inflamação da região e mau hálito.

E aí? Já assustou o suficiente?

Não?

Então ainda vamos te falar sobre o herpes labial, infecção que acomete, geralmente, os...? Tchãrãm! Lábios! É causada por um vírus contagioso que recebeu o nome de herpes simples. Os sintomas costumam aparecer uma a duas semanas depois de a pessoa ter se exposto ao vírus. O herpes deflagra aftas dolorosas e provoca febre. O problema costuma ser tratado com antiviral e os sinais desaparecem, em geral, em um período de duas semanas.

É, queridão (ona), beijar na boca é ótimo, mas a atividade não é tão inofensiva como pode ser que você imagine aí, viu? A saliva que é trocada durante tal ato é um dos principais agentes na transmissão de doenças. 

Resumindo? Beijar na boca pode ser, sim, perigoso!


[Fonte: Portal iG // Saúde] 




Ultimas Notícias

Depois de pesquisar, por décadas, sobre o assunto, professor americano alerta: o trabalho está matando as pessoas

Postado por:

Parece até uma ironia falarmos – no Brasil, que conta um “exército” de desempregados – sobre estudos que dão conta de que o trabalho está matando as pessoas mundo afora e ninguém se atenta a isso, não?

LEIA MAIS

O tato também é um sentido que pode ser perdido ao longo da vida. Com alimentação adequada é possível evitar o problema

Postado por:

Você sabia que, além da visão e da audição, podemos – com o tempo – perder, também, o tato?

LEIA MAIS

Brasil vem marcando “pontos negativos” no que tange ao aprendizado de matemática

Postado por:

Péssima notícia para a Educação brasileira! Em seu relatório mais recente, o movimento Todos pela Educação trouxe dados que revelaram que – entre 2007 e 2017 – o aprendizado de matemática dos estudantes do 3º ano do ensino médio caiu 0,7 ponto percentual em nosso país.

LEIA MAIS

Karen Uhlenbeck, setuagenária americana, é a primeira mulher a receber Prêmio Abel de Matemática

Postado por:

Você, certamente, já ouviu falar do Prêmio Nobel, honraria (composta por seis categorias) que – representando o último desejo do cientista sueco Alfred Nobel – a partir de 1895 passou a ser concedida a pessoas ou instituições que realizaram pesquisas, descobertas ou contribuições notáveis para a humanidade no ano imediatamente anterior ou no curso de suas atividades.

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.