Produtores já contam com a tecnologia para ajudar no rendimento das plantações: é o “Uber das abelhas”

Produtores já contam com a tecnologia para ajudar no rendimento das plantações: é o “Uber das abelhas”
  •  

Imagine-se como um (a) produtor (a) rural que deseja aumentar o rendimento de sua plantação, porém, não está sabendo de que forma fazer isso. A tecnologia pode te ajudar! É só chamar um Uber!

Oi?

Isso mesmo!

Desenvolvido pela empresa Agrobee – com apoio do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE) da FAPESP – o aplicativo que leva o mesmo nome oferece ferramentas avançadas para o monitoramento da qualidade das colônias dos insetos, com pontos georreferenciados de registro dos locais de instalação e uma bolsa para venda do mel que for gerado.

São muitos os benefícios. Um deles é que, ao introduzir as abelhas em suas propriedades, os produtores também passam a usar defensivos agrícolas com menor recorrência, de maneira mais racional.

Ótimo, não?

À frente da empresa estão a pesquisadora Andresa Berretta, Carlos Rehder e Guiherme Sousa. Eles se conheceram no Reino Unido, quando a pesquisadora viajou para participar do treinamento Leaders in Innovation Fellowships Programme (LIF), com o apoio da FAPESP e da Royal Academy of Engineering.

A ideia central dos pesquisadores paulistas foi a de desenvolver uma plataforma eletrônica que pudesse conectar apicultores e produtores rurais.

Talvez você nem tenha ideia disso, mas as abelhas são fundamentais para a boa produção de alimentos no campo. Sim, porque esses pequenos insetos fazem o serviço de polinização.

Polinização. Você tem ideia do que seja?

Se não, nós te contamos...

São muitas as plantas capazes de formar flores e frutos. Os frutos são nada mais do que o resultado de transformações que ocorrem na flor, após sua fecundação. E essa fecundação ocorre quando uma estrutura (o estame) produz o grão-de-pólen dentro de uma região chamada antera. Assim que a antera amadurece são liberados grãos que, se entrarem em outro local da flor (o estigma) chegam ao ovário da flor, fecundando-o (a partir desse estágio, a flor sofre transformações e suas partes tornam-se fruto e semente).

Muito bem, é o encontro em questão – entre o pólen e o ovário – que chamamos de polinização e o vento contribui bastante para o processo, levando o pólen para outras plantas.

Mas, ele – o vento – não está sozinho nesta tarefa. Alguns animais também podem fazer a polinização. Alguns deles são as joaninhas, besouros, moscas, mariposas, borboletas, pássaros como o beija-flor, determinados morcegos e...tcharãm!...as abelhas!

Ao pousarem em uma flor para se alimentarem, esses animais podem ter o pólen dela grudado em seus corpos. Assim, quando “visitarem” outra planta, da mesma espécie, podem fazer com que pólens entrem em seu estilete. Está fecundado o ovário!

Por isso a importância das abelhas para a produção no campo.

E, por isso, também, a ideia de desenvolver um aplicativo que possa conectar os que estejam próximos geograficamente para reduzir custos e diminuir o estresse das colmeias durante o transporte.

Bacana, não?

É a tecnologia contribuindo com o campo.

Então já sabe, seja você (ou não) um (a) produtor rural, se deseja dar uma “turbinada” na produção da sua lavoura, a solução é simples: é só chamar o “Uber das abelhas” e você receberá os insetos na porta da sua propriedade!


[Fonte: imprensapublica.com.br]




Ultimas Notícias

Dia do Turista: uma data para celebrar revigorando o cotidiano!

Postado por:

Viajar, sem dúvida, está entre as melhores atividades que se pode desempenhar na vida.

LEIA MAIS

Unincor oferece curso de pós-graduação, à distância, em “Nutrição Clínica Avançada e Saúde Integral”

Postado por:

Nutricionista, que tal aproveitar este 2020 para ampliar seu raio de atuação profissional, hein?

LEIA MAIS

Saiba como lidar com a ansiedade dos pets em tempos de quarentena

Postado por:

Covid-19, coronavírus e isolamento social. Enfim, quarentena.

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.
POLÍTICA DE TROCA, DEVOLUÇÃO E ARREPENDIMENTO
CNPJ 54.933.536.0001/99