Estudo americano traz possível explicação para a depressão pós-parto

Estudo americano traz possível explicação para a depressão pós-parto
  •  

Você já deve ter ouvido falar de alguma mulher que teve depressão pós-parto. Aliás, muito provavelmente, ela integra seu círculo próximo.

Não, não somos adivinhos. É que os números são avassaladores. Uma a cada cinco mulheres que acabam de se tornar mães desenvolvem o distúrbio e sofrem com seus sinais.

Sinais que são angustiantes, especialmente quando se está diante de uma situação completamente nova e de uma vida começando. Mulheres com depressão pós-parto podem apresentar ansiedade, fadiga extrema, incapacidade de criar laços com a criança e até pensamentos suicidas.

Mas um novo estudo – divulgado por pesquisadores americanos – acaba de jogar nova luz sobre o problema. 

A neurocientista Laverne Camille Melón (da Universidade de Tufts, nos EUA), líder do estudo, afirmou que a doença pode ser consequência de um desequilíbrio no sistema responsável por responder ao estresse (que deveria ser suprimido durante a gravidez).

“A gravidez, obviamente, envolve grandes mudanças no corpo de uma mulher, mas agora estamos começando a entender importantes adaptações invisíveis ocorridas no nível neuroquímico, que podem ser importantes para manter a saúde mental e o comportamento materno nas primeiras semanas ou meses após o parto”, disse a estudiosa. 

Para que fique mais claro, o estresse é responsável por ativar um mecanismo chamado eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (que desencadeia reação de luta ou fuga quando animais são confrontados com uma ameaça). Ao longo da gestação, a referida mecânica deveria ser bloqueada, contribuindo para proteger o feto (em desenvolvimento) do estresse. 

O que o estudo – publicado, recentemente, no periódico Psychoneuroendocrinology – revelou foi que, em alguns casos, o organismo falha na missão de invalidar o eixo. A partir daí vem o desequilíbrio que pode levar à depressão pós-parto.

[Fonte: Veja.com]




Ultimas Notícias

Métricas: ferramentas importantes para avaliar – com exatidão – a saúde e o crescimento de um negócio

Postado por:

Já ouviu falar na realização de cálculos que usam métricas para descobrir o investimento e o lucro que cada cliente traz para uma empresa?

LEIA MAIS

Suplementação não é eficiente para melhorar prognósticos ou conferir sobrevida em casos de câncer

Postado por:

É muito comum escutarmos falar por aí a respeito de prescrições médicas que, contendo os mais variados tipos de suplemento, destinam-se a melhorar o prognóstico ou a sobrevida em casos de câncer.

LEIA MAIS

Norte-americanos desenvolvem adesivo que ajuda a transformar gordura branca em marrom e, assim, contribui para o tratamento de sobrepeso

Postado por:

Você ouviu falar sobre um adesivo – com jeitão de curativo – que pesquisadores norte-americanos inventaram, em abril deste ano, para substituir a tradicional injeção da vacina da gripe?

LEIA MAIS

Vamos falar sobre sedentarismo?

Postado por:

A ação da seleção natural fez com que – dos nossos ancestrais para cá – descêssemos das árvores e ganhássemos pernas e braços longos, fortes e articulados, para andar, correr, abaixar e levantar com eficiência e facilidade.

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.
POLÍTICA DE TROCA, DEVOLUÇÃO E ARREPENDIMENTO
CNPJ 54.933.536.0001/99