O assunto é intolerância à lactose

O assunto é intolerância à lactose
  •  

Vamos falar sobre intolerância à lactose. Será que você sabe do que se trata?

É a incapacidade – ou capacidade parcial – de absorver o açúcar presente no leite (e em seus derivados) apresentada por um indivíduo.

As consequências do problema podem ser traduzidas por diarreias, gases, náuseas, vômitos e inchaços, que ocorrem após o consumo dos referidos produtos.

A condição – conhecida, também, como má absorção da lactose – em geral, não apresenta riscos mais acentuados, mas, como deve ter sido possível imaginar, os sintomas são bem desconfortáveis.

Mas, afinal, como acontece a referida intolerância no organismo humano?

O que acontece é que o intestino delgado não produz quantidade suficiente de lactase, a enzima responsável por digerir o leite.

Para que você possa entender melhor, a lactase é responsável por transformar o açúcar em dois tipos diferentes, a glicose e a galactose. Ambos são absorvidos pela corrente sanguínea por meio do revestimento intestinal.

Em casos de deficiência da lactase, o que acontece é que, em vez de serem processados e absorvidos, os componentes lácteos vão para o cólon (que é uma parte do intestino grosso). E quando estão nesta parte do corpo dividem espaço com as bactérias normais do local. É esta junção que causa os sinais e os sintomas da intolerância.

Mas será que há como curar a intolerância láctea.

Resposta direta e reta: não.

Pelo menos não se pode afirmar que exista um recurso terapêutico eficaz para este fim.

Maasss, de acordo com especialistas, é possível conviver – minimamente – em paz com o distúrbio.

Como?

Anote aí: evitando grandes porções de leite e derivados; incluindo pequenas porções dos referidos produtos nas refeições regulares e comendo chocolate / tomando sorvete com baixo teor de leite.

Por último cabe a recomendação, importantíssima: nunca se automedique. Diante de qualquer sinal como os que elencamos busque ajuda especializada, consulte um (a) nutricionista.

 

[Fonte: www.gndi.com.br] 




Ultimas Notícias

Número de cirurgias bariátricas aumenta no Brasil, mas muitos ainda têm medo do procedimento

Postado por:

Dados recentes da Sociedade Brasileira de Cirurgia Metabólica e Bariátrica (SBCBM) revelaram que o número de cirurgias bariátricas realizadas no Brasil passou de 34.629, em 2011, para 63.969, em 2018. Foi um aumento de 84,73%.

LEIA MAIS

Dia Internacional do Farmacêutico: parabéns a todos os profissionais brasileiros!

Postado por:

Neste 25 de setembro, o mundo homenageia todos aqueles que, mais do que fornecedores de medicamentos, prestam cuidados e, dessa forma, buscam oferecer melhor qualidade de vida para todos os que sofrem com algum tipo de doença.  Hoje é o Dia Internacional do Farmacêutico!

LEIA MAIS

Momento-morbidez: pesquisa australiana revela que corpos humanos seguem se mexendo mais de um ano após a morte

Postado por:

Atenção, momento-morbidez! Com o intuito de contribuir com investigações policiais, um grupo de pesquisadores australianos decidiu monitorar – por 17 meses e por meio de câmeras – um cadáver! E o que eles descobriram? Que, mesmo sem vida, corpos humanos seguem se movimentando após a morte. Por meses a fio.

LEIA MAIS

Produtores já contam com a tecnologia para ajudar no rendimento das plantações: é o “Uber das abelhas”

Postado por:

Imagine-se como um (a) produtor (a) rural que deseja aumentar o rendimento de sua plantação, porém, não está sabendo de que forma fazer isso. A tecnologia pode te ajudar! É só chamar um Uber!

LEIA MAIS

Pressão baixa: vale prestar (muita) atenção aos sintomas

Postado por:

E aí, de repente, o mundo começou a ficar embaçado, apareceram uns pontinhos pretos no seu raio de visão, veio um cansaço e a sensação de gelatina – prestes a desmoronar – tomou conta do seu corpo. Muita calma nessa hora, respira fundo, é a sua pressão caindo (ou já lá embaixo).

LEIA MAIS

Pós-Graduação Unincor - Todos os Direitos Reservados.
POLÍTICA DE TROCA, DEVOLUÇÃO E ARREPENDIMENTO
CNPJ 54.933.536.0001/99